4 atitudes que danificam a suspensão do seu carro

A suspensão de um veículo tem a função de absorver as irregularidades do piso, manter os pneus em contato com o solo, além de controlar a movimentação da carroceria em curvas e frenagens, garantindo a estabilidade e proporcionar conforto aos ocupantes. Muitos motoristas ainda negligenciam a manutenção de itens como amortecedores, coxins e molas, provocando desgaste acentuado das peças e comprometendo a dirigibilidade do veículo.

Para evitar problemas, é recomendado fazer uma revisão da suspensão a cada 10 mil quilômetros ou quando o veículo apresentar ruídos anormais no sistema, direção desalinhada, falta de estabilidade, desgaste irregular nos pneus, entre outros sintomas. Em muitos casos, essa é a quilometragem ideal para substituir alguns componentes.

Quatro situações que podem danificar a suspensão:

 

1 – Passar por buracos, lombadas e valetas com velocidade acima do recomendado. Isso pode gerar danos imediatos nos componentes da suspensão.

2 – Deixar de substituir componentes danificados ou desgastados. Além de afetar outras peças, componentes em más condições comprometem a dirigibilidade e a segurança do veículo.

3 – Rodar com peso acima da capacidade de carga indicada pelo fabricante do veiculo. O excesso de peso diminui a vida útil dos componentes da suspensão e compromete a segurança.

4 – Não fazer manutenção periódica em veículos que rodam com frequência em estradas com piso irregular ou sem pavimentação. Nessas condições, as suspensões são mais exigidas e os componentes se desgastam mais rápido.